Fusões e aquisições em TI estão em alta no Brasil

C&T Gestão - Gestão

O setor de Tecnologia da Informação lideraram os negócios de fusões e aquisições no mês de janeiro, com 11 transações, 23% do total transacionado e crescimento de 83% na comparação com janeiro de 2017 (6 transações). Na segunda posição dos negócios registrados está o setor financeiro, com 6 negócios anunciados e 13% de participação no total do mês. Em terceiro lugar, o setor alimentício aparece com 4 transações e 9% do total negociado em janeiro deste ano.

Ainda assim, o primeiro mês do ano registrou diminuição no volume de fusões e aquisições no Brasil, com 47 transações anunciadas, número 13% menor na comparação com o total transacionado em janeiro de 2017 (54). Os dados pertencem ao relatório mensal de fusões e aquisições da PwC Brasil.

A região Sudeste iniciou o ano como preferência do investidor com 74% dos negócios anunciados (35 transações), um crescimento de 6% na participação da região em relação ao mesmo período de 2017. O total de transações de 2018, no entanto, é inferior em 5% ao volume de negócios de janeiro de 2017, quando 37 transações foram registradas.

O estado de São Paulo foi responsável por 60% dos negócios de janeiro, com 28 transações (2017 - 29 transações), sendo 24 na capital e 4 no interior.  Já na região Sul foram efetuadas 4 negociações, quantidade 33% inferior ao mesmo período do ano passado (6 transações). As regiões Norte, Nordeste e Centro-oeste registraram, cada uma, 2% dos negócios no país.

Os investidores nacionais e estrangeiros empataram no volume total negociado em janeiro, com 50% das transações em aquisições e compras minoritárias. Com 20 negociações cada, os investimentos locais e de fora do país regrediram 23% e 13%, respectivamente, na comparação com o mesmo período do ano anterior.

As aquisições de controle majoritário seguem como preferência de perfil de investimento com maior volume de negócios: 29 transações. Estados Unidos, Alemanha e França foram responsáveis por 67% do total de transações envolvendo capital estrangeiro.

Em janeiro de 2018, os investidores financeiros estiveram presentes em 8 transações, sendo 63% nacionais (5 transações) e 37% estrangeiras (3 transações). Esses números apresentam redução de 38% quando comparado ao mesmo período de 2017, que obteve 13 transações. Dessas, 54% foram realizadas por investidores nacionais e 46% por investidores estrangeiros.

Fonte: Convergência Digital

capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimentoA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa Capes/Nuffic...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
incobra-brokerage-event-disponibiliza-plataforma-para-identificacao-de-parceiros-e-agendamento-de-networkings Já está disponível uma plataforma virtual para que os participantes do INCOBRA Brokerage Event registrem-se e criem o seu perfil de...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativaA Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI) anunciam a...
metodologia-do-curso-para-elaboracao-e-gestao-de-projetos-da-abipti-e-enaltecida-por-alunos“O diferencial deste curso é que ele é completo, apresenta todo o Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia para o aluno”, explica o...