Banda larga fixa: Provedores crescem 3,5 vezes mais que os prestadores tradicionais

C&T Gestão - Gestão

Segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgados  nesta segunda-feira, 26/02, o Brasil registrou 29,1 milhões de contratos de banda larga ativos no país no primeiro mês de 2018. Os números indicam um aumento de 336,4 mil contratos (+1,17%) no mês de janeiro em relação a dezembro do ano passado.

As empresas de Internet de banda larga fixa, que são as não ligadas a grandes grupos nacionais ou às concessionárias de telecomunicações, tiveram aumento de 290,8 mil contratos em operação (+6,80%). Assim, registraram crescimento 3,5 vezes maior do que a soma de todos os grupos com evolução positiva (BT, TIM, Cabo, Algar Telecom, e Claro). A maior redução percentual foi apresentada pela Sercomtel com menos 9,7 mil contratos (-4,31%). Em número absolutos a maior retração foi da Oi com menos 22,0 mil contratos (-0,35%).

Nos últimos 12 meses, o Brasil registrou 2,2 milhões (+8,37%) de novos contratos de banda larga fixa, sendo que os prestadores independentes apresentaram crescimento de 1,6 milhão (+52,52%). Dessa forma, essas empresas tiveram um aumento 72,56% maior do que a soma dos demais grupos que também registraram crescimento (Sercomtel, Tim, Sky, Cabo, Algar Telecom, Claro e Vivo). Destaque-se que a Sercomtel, apesar da redução de janeiro de 2018 em relação à dezembro de 2017, apresentou nos últimos 12 meses o maior crescimento quantitativo e percentual, 47,9 mil novos contratos (+28,55%). Reduções foram apresentadas pela Oi, menos 138,1 mil contratos em operação (-2,15%), e BT, menos 2,5 mil (-9,25%).

O Distrito Federal e mais 19 estados apresentaram crescimento em janeiro de 2018 quando comparado com dezembro de 2017. A liderança ficou com Santa Catarina, aumento de 92,5 mil contratos de banda larga fixa (+7,42%), seguida do Rio Grande do Sul,  49,0 mil (+2,74%), e do Maranhão, 6,8 mil (+2,52%).  São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, estados com o maior número de contratos em operação, apresentaram aumento de 119,2 mil (+1,20%), 45,5 mil (+1,4%) e 25,0 mil (+0,87%), respectivamente.

O crescimento de contratos de banda larga fixa foi positivo para todas as unidades da federação nos últimos 24 meses. A liderança no crescimento percentual foi alcançada por estados nordestinos: Maranhão com mais 56,0 mil (+25,51%), Rio Grande do Norte com 63,0 mil (+22,72%) e Ceará com 128,1 mil (+21,22%).  São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais apresentaram crescimento de 463,1 mil novos contratos (+4,84%), 160,6 mil (+5,29%) e 274,5 mil (+10,43%).

*Com informações da Anatel

capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimentoA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa Capes/Nuffic...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
incobra-brokerage-event-disponibiliza-plataforma-para-identificacao-de-parceiros-e-agendamento-de-networkings Já está disponível uma plataforma virtual para que os participantes do INCOBRA Brokerage Event registrem-se e criem o seu perfil de...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativaA Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI) anunciam a...
metodologia-do-curso-para-elaboracao-e-gestao-de-projetos-da-abipti-e-enaltecida-por-alunos“O diferencial deste curso é que ele é completo, apresenta todo o Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia para o aluno”, explica o...