Após 15 meses, Capes volta a selecionar bolsistas para doutorado sanduíche no exterior

C&T Educação - BR

Programa deve oferecer até 2 mil bolsas que terão validade por 12 meses - Foto: PUCRSA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou, nesta terça-feira (12), o edital do Programa Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE), que foi remodelado. Até maio de 2015, as inscrições eram feitas por fluxo contínuo, ou seja, os interessados podiam se candidatar durante o ano todo. Agora, o processo de seleção segue o rito de um cronograma de inscrições.

As instituições de ensino superior (IES) deverão fazer uma seleção interna dos candidatos até 30 de setembro. Os candidatos pré-selecionados terão até 31 de outubro para se inscreverem no sistema da Capes. De 1º a 30 de novembro, as IES devem homologar as inscrições feitas. A partir daí caberá aos interessados enviar os documentos complementares até 30 de janeiro de 2017. O início dos estudos está previsto para ocorrer entre março e outubro de 2017.

Cada um dos 2.185 programas de pós-graduação no Brasil receberá uma cota de bolsa, o equivalente a 12 mensalidades.  Na prática, a quantidade de bolsistas pode variar, conforme o interesse da coordenação do programa nas instituições de ensino superior (IES). Pois, a duração da bolsa varia de quatro a 12 meses. Assim, será possível cada programa de pós-graduação atender de um a três bolsistas no ano.

Nesta modalidade, o bolsista desenvolve parte dos seus estudos no exterior e retorna ao Brasil para defender a tese. A nova oportunidade para bolsas no exterior é voltada para alunos regularmente matriculados em cursos de doutorado no Brasil avaliados com notas igual ou superior a três no sistema da Capes. Todas as áreas do conhecimento estão contempladas.

É vedada a participação de candidatos que tenham usufruído de bolsa de doutorado sanduíche no exterior, no atual curso ou em outro doutorado realizado anteriormente. Também é proibido que o candidato acumule bolsas de doutorado sanduíche no exterior com outros programas brasileiros que utilizem recursos do Tesouro Nacional.

Para mais informações, acesse a íntegra do edital neste link.

Anteriormente

O Programa Doutorado Sanduíche no Exterior foi lançado em junho de 2011 para substituir o antigo Programa de Doutorado no País com Estágio no Exterior (PDEE). O objetivo da iniciativa era ampliar, desburocratizar e facilitar o processo de concessão de bolsas de estudo de estágio no exterior. À época, a previsão é de que fossem ofertada pela Capes 2,8 mil bolsas de doutorado sanduíche somente em 2011, parte de uma oferta crescente que deveria chegar a 7.669 bolsas de doutorado sanduíche em 2014.


(Felipe Linhares, da Agência Gestão CT&I)

capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimentoA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa Capes/Nuffic...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
incobra-brokerage-event-disponibiliza-plataforma-para-identificacao-de-parceiros-e-agendamento-de-networkings Já está disponível uma plataforma virtual para que os participantes do INCOBRA Brokerage Event registrem-se e criem o seu perfil de...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativaA Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI) anunciam a...
metodologia-do-curso-para-elaboracao-e-gestao-de-projetos-da-abipti-e-enaltecida-por-alunos“O diferencial deste curso é que ele é completo, apresenta todo o Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia para o aluno”, explica o...